Conhecimento e atitude dos enfermeiros frente ao processo de doação de órgãos

03/01/2019

Autores: Maria de Fátima da Silva Castro, Renata Lacerda Prata Rocha, Lorena Pereira Fialho, Patrick Anderson Teixeira da Silva, Rosana Silva Pereira Oliveira, Maria de Lourdes Costa

Categoria:

Artigo Original

RESUMO

Objetivo: identificar qual é o conhecimento e a atitude do enfermeiro frente ao paciente possível doador de órgãos. Métodos: trata-se de um estudo de campo de caráter descritivo, de abordagem quali-quantitativa, tendo como participantes os enfermeiros de uma UTI de um hospital público de Belo Horizonte. Os dados foram obtidos por meio de questionário semiestruturado e em seguida, realizados análise de conteúdo temático, conforme proposto por Bardin. Resultados: os enfermeiros expressam uma variação de sentimentos frente ao PD. Simultaneamente, eles se sentem despreparados para lidar com o sofrimento familiar. Além disso, há lacunas na assistência, as quais perpassam pelo nível de conhecimento dos profissionais da UTI. Conclusão: o estudo identificou uma variação de sentimentos que impactam nas atitudes dos profissionais frente aos pacientes em morte encefálica, além de dificuldades relacionadas ao conhecimento sobre os protocolos básicos a serem cumpridos. Descritores: Doação de órgãos; Transplante de órgãos; Enfermagem e transplante; Morte encefálica

ABSTRACT

Objective:to identify the nurse's knowledge and attitude towards the possible patient who donates organs. Methods: this is a descriptive field study, with a qualitative-quantitative approach, with nurses attending a UTI at a public hospital in Belo Horizonte. Data were obtained through semi-structured questionnaires and then thematic content analysis, as proposed by Bardin. Results: nurses express a variation of feelings about PD. At the same time, they feel unprepared to deal with family suffering. In addition, there are gaps in care, which pervade the level of knowledge of ICU professionals. Conclusion: the study identified a range of feelings that impacted the professionals' attitudes toward patients with brain death, as well as difficulties related to knowledge about the basic protocols to be fulfilled. Descriptors: Organ donation; Organ transplantation; Nursing and transplantation; Encephalic death

COMO CITAR ESTE ARTIGO:

Castro MFS, Rocha RLP, Fialho LP, Silva PAT, Oliveira RSP, Costa ML. Conhecimento e atitude dos enfermeiros frente ao processo de doação de órgãos. Rev Eletr Evid & Enferm. 2018;2(1):1-12. Disponível em: https://dx.doi.org/10.26544/Reeev1n120191-12   

DOI: 10.26544/Reeev1n120191-12